Blog

L'artiste plastique Hildebrando de Melo invité à Jaipur Kala Chaupal en Inde

1 Setembro de 2017 | 12h35 – Actualizado em 01 Setembro de 2017 | 12h35

Angola: Artista plástico Hildebrando de Melo convidado para Jaipur Kala Chaupal na Índia

Luanda- O artista plástico angolano Hildebrando de Melo é um dos seleccionados e convidados para o Jaipur Kala Chaupal, residência artística e exposição na cidade de Jaipur, na Índia.

https://www.angop.ao

Luanda — L’artiste plastique angolais Hildebrando de Melo figure parmi les personnes invitées à Jaipur Kala Chaupal, une résidence artistique et exposition dans la ville de Jaipur en Inde.

Une note parvenue le même jour à l’Agence Angola Presse (Angop) informe que la résidence artistique va se dérouler du 19 au 30 Octobre prochain, tandis que l’exposition se réalisera du 1 au 4 novembre 2017.

D’après la note, Jaipur Kala Chaupal est un événement artistique qui se réalise annuellement dans ce pays asiatique.

http://fr.allafrica.com

NEXT INDIA _ JAIPUR

KALA CHAUPUL
Art Collaborative.

NEXT INDIA _ JAIPUR

Congratulations to my friend Hildebrando de Melo from Angola who is representing his country at the XIX Bienal de Cerveira in Portugal right now. This painting (about 5′ x 5′) is titled “Brown Deus.”

Página Principal

Hildebrando & Novibelo

Está a caminho mais um Projecto do artista, com a Empresa Novibelo.

Fiquem ligados, já, já, saberão !

Obrigado pela carinho, obrigado a equipa da Novibelo.

Novibelo

O artista plástico angolano Hildebrando de Melo expõe a partir de hoje uma escultura de ferro defronte ao Aeroporto 4 de Fevereiro, alusiva ao Dia de África.

De acordo com uma nota de imprensa chegada à Angop, o evento visa recordar esta data aos passageiros e utentes do aeroporto de Luanda, quando se assinala a proclamação da Organização de Unidade Africana (OUA), actual União Africana.
Juntamente com os parceiros e patrocinadores deste evento, o artista vai oferecer a cada passageiro um brinde, que consiste num invólucro que contém uma reprodução da imagem da obra, um doce nacional (pé de moleque ) e uma nota biográfica do pintor e escultor com um poema.
Esta iniciativa tem o patrocínio do Banco Fomento Angola (BFA), ENSA-Seguros de Angola e apoios da ENANA, TAAG-Linhas Aéreas de Angola e FRIMEI.
Hildebrando de Melo nasceu no Bailundo, província do Huambo. Estudou pintura na Associação das Lameiras, em Vila Nova de Famalicão, Portugal. Foi vencedor do concurso ENSARTE 2004, na categoria Juventude, e do concurso SONA Desenhos na Areia, em Luanda. Começou a expor em 1993, em Vila Nova de Famalicão. Desde então participou em dezenas de exposições colectivas e individuais no país e no estrangeiro.

http://jornaldeangola.sapo.ao

NOVO Jornal

Escultura para celebrar o Dia de África.

Novo Jornal.

Hildebrando de Melo Homenageia África no Aeroporto

Em alusão ao dia de África, que se comemora a 25 de Maio, o artista plástico Hildebrando de Melo propôs-se a expor uma escultura de ferro em frente ao Aeroporto 4 de Fevereiro, em saudação a esta celebração do continente africano. O principal objectivo do projecto passa por recordar todos os passageiros e utentes do aeroporto da data.

Assim, esta Quinta-feira, o artista e os parceiros-patrocinadores da iniciativa irão estar presentes no aeroporto e oferecer aos passageiros, no trajecto de desembarque e embarque do avião, um invólucro que irá conter: uma reprodução da obra com assinatura do artista, um doce regional (Pé de Moleque) e uma nota biográfica do artista com um poema africano.

http://www.verangola.net

Cá estão as nossas pretendidas fotos, da Exposicão de Escultura de HdM no Aerporto 4 de Fevereiro.

Obrigado a equipa que trabalhou e tornou estou Projecto uma realidade.

Para o ano há mais.

Good Bless.

By HdM

Hildebrando de Melo expõe escultura de ferro no aeroporto 4 de Fevereiro

De acordo com uma nota de imprensa chegada à Angop, o evento visa levar os passageiros e utentes do aeroporto, nesta data, a se recordarem do Dia de África e à sua passagem por Angola.

O artista juntamente com os parceiros-patrocinadores deste evento vão contemplar todos os passageiros com um brinde, no trajecto de desembarque e embarque, que consiste na oferta de um invólucro que ira conter uma reprodução de imagem da obra com assinatura do artista, um doce regional (pé de moleque ) e uma nota biográfica do artista com um poema africano.

Esta iniciativa tem o patrocínio do Banco Fomento Angola (BFA), ENSA Seguros de Angola e apoios da ENANA.Ep, TAAG Linhas aéreas de Angola, FRIMEI.Lda.

Hildebrando de Melo nasceu no Bailundo, Huambo.

Estudou pintura na Associação das Lameiras, em Vila Nova de Famalicão, Portugal.

Vencedor do concurso ENSART 2004, na categoria juventude. Vencedor do concurso SONA “ Desenhos na Areia “, Luanda, Angola.

Distinção Angola 30 º como artista do ano no campo das artes visuais.

Começou a expor em 1993 em Vila Nova de Famalicão. Desde então participou em dezenas de exposições colectivas e individuais das quais se destaca: Arte e Moda, 2001, 30 anos de Arte Contemporânea, Museu de História Natural, Luanda, 2005 e Bienal de Veneza, Pavilhão de Angola, Colecção ENSA, 2014, Corpo e Alma, 2005, Espírito, 2006, Molimo, 2007.

http://www.angop.ao

Hildebrando de Melo leva “Brown Deus” a Portugal

Artista plástico angolano é um dos convidados da XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira, que começa a 15 de Junho em Viana do Castelo.

Hildebrando de Melo será um dos convidados da XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira, que acontece entre os dias 15 de Junho e 16 de Setembro em Vila Nova de Cerveira, cidade de Viana do Castelo, em Portugal

O artista plástico angolano estará presente com a exposição Brown Deus, da série ante-Zortas, escreve a Angop.

A XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira tem como tema “Da Pop Arte às Transvaguardas, Apropriações da arte popular”.

Natural do Bailundo, Hildebrando de Melo e vencedor do prémio Ensarte na categoria Juventude e do prémio Desenhos na Areia da empresa Norsk Hidro. Recentemente completou 20 anos de carreira com uma exposição e um livro, denominados Deep.

http://www.redeangola.info

Pintura angolana em Bienal de arte

O artista plástico Hildebrando de Melo é um dos seleccionados da XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira, a decorrer de 15 de Junho a 16 de Setembro próximos, em Vila Nova de Cerveira, Portugal.

Hildebrando de Melo   concorre  com o trabalho intitulado “Brown Deus”, da série ante-Zortax, obra que, segundo a organização, se insere no diálogo de vanguardas pretendido pelo tema da bienal: “Apropriações da Arte Popular”.
A XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira tem como tema “Da Pop Arte às Transvaguardas, Apropriações da arte popular”.
Propõe uma reflexão sobre o choque tecnológico, conseguido pelo acumular do saber através dos séculos e pela identidade das populações.
Temas como a “Arte, Natureza, Ambiente”, “Arte, Tecnologia e Ciência”, “O Artista e a Globalização: o seu papel como Actor Social”, “A Relação da Arte com a Academia no Século XXI – Criatividade – Academismo” foram amplamente debatidos ao longo dos 39 anos de percurso do evento.
Com 29 anos, Hildebrando de Melo é natural da província do Huambo e participou em seminários com curadores estrangeiros de países como África do Sul, Estados Unidos e Alemanha. É autor de várias exposições individuais e participou em muitas mostras colectivas realizadas em países como Angola, Portugal, Alemanha e Estados Unidos.
Vencedor do Prémio Ensarte 2004, na categoria “Juventude”, uma promoção da Empresa Nacional de Seguros de Angola, Hildebrando de Melo é igualmente detentor de um galardão do concurso “Sona Desenhos na Areia” da empresa norueguesa do ramo dos petróleos Nosk Hydro. Tem ainda uma Menção Honrosa do Prémio Ensarte 2014.

By Fernando Galan, Espanha Crítico de Arte & Editor Director art.es Magazine

” …O coração tem razões que a própria razão desconhece. A poesia pertence maisao domínio do coração do que ao do raciocínio. E o essencial é invisível aos olhos.”

” …The heart has its reasons that reason cannot understand. Poetry belongs more to the domain of the heart than to that of reason. And the essential is invisible to the eyes.” ” … in Deep Book Hildebrando de Melo …”

By HdM
The transition Artist…

https://www.facebook.com/Hildebrando-de-Melo

A Novibelo e toda a equipa, em especial ao Sr. Manuel Ferreira.

Obrigado pelo acolhimento e terem proporcionado tão agradável momento ao Artista.

Bem havemos !

 

CAJU

Livraria Sá da Costa - Editora - Exposição

2016 um ano memorável.

2016 foi um ano para mim memorável. Aconteceu coisas boas e más ! Mas a vida é feito de esta dualidade, mau e o bom ! Foram bastantes os projectos realizados pelo artista. Para numerar alguns: Participei em Cape Town, na feira de Arte contemporânea THAT ART FAIR. Organizado pela revista ArtAfrica. M’Bilu em Lisboa Chiado na Galeria da Livraria Sá da Costa , Escultura HdM “Historia É um objecto” patrocinado pelo BFA ( Banco Fomento Angola ) no ICamões. Fizemos uma série de serigrafias, “Vírus Gift” que foi presente premium do Banco Económico. Com o Atelier do Mestre Aladino Jasse.

Tivemos entre nós em Luanda, a nossa querida Valerie Kabov critica de arte & galerista E o Rodrigo Bettencourt Da Câmara conservador e restaurador de arte, presentes nos Lab Talks. No qual fui moderador, com muito gosto.

E para o ano há mais, 2017 certamente será outro coroar de iniciativas e Projectos.

A todos que directa ou indirectamente, contribuíram em todos estes projectos !

O MEU SINGELO OBRIGADO…
A VITÓRIA E A MORTE SÃO CERTAS, POR ISSO A LUTA CONTINUA !

God Bless.
Deus vos abençoe.

By HdM
In loving Memory of :
António Nunes Teixeira de Melo ( Pivot ). My Father.

ESCULTURA - História é um objecto.

CAMÕES/Centro Cultural Português

Dia 24 de Novembro de 2016

Exposição escultura A História é um Objecto.

Hildebrando de Melo faz incursão na escultura.

“A história é um objecto” é o título da primeira exposição de escultura do artista plástico Hildebrando de Melo a ser inaugurada no próximo dia 24 no Camões – Centro Cultural Português, em Luanda, e fica patente até 15 de Dezembro.

http://jornaldeangola.sapo.ao

Exposição de escultura.

Obrigado a todos por virem a esta minha exposição de Escultura. Agradecer idem ao pessoal do instituto ICamões, ao BFA ( Banco Fomento Angola ), a minha equipa do Atelier | HdM.

Para o ano há mais !

Deus vos Abençoe…
God Bless you all….

By HdM
That Artist.

ESCULTURA HILDEBRANDO DE MELO

HILDEBRANDO
DE MELO

ESCULTURA
A HISTÓRIA É UM OBJECTO
History is an object

No dia 24 de Novembro (5ª feira) pelas 19H00 no CAMÕES/CENTRO CULTURAL PORTUGUÊS (Av. de Portugal nº 50) será inaugurada a primeira exposição de ESCULTURA do artista plástico HILDEBRANDO DE MELO A HISTÓRIA É UM OBJECTO (History is an Object). A exposição ficará patente até dia 15 de Dezembro.

SOBRE A EXPOSIÇÃO

Nesta sua primeira incursão na tridimensionalidade HILDEBRANDO DE MELO apresentará um conjunto de 16 obras de escultura, em metal e formas soldadas, resultado de um prolongado período de experimentação em estúdio.
Segundo a crítica de Arte & Galerista Valerie Kabov “embora a abordagem característica de HILDEBRANDO DE MELO às formas seja imediatamente reconhecível nesta encarnação a três dimensões, há algo de novo que perpassa. Estas construções estranhas, mas decididamente com formas de criaturas, constituem, de uma maneira ou de outra, confirmações fundacionais das ideias que, de alguma forma, pairavam sobre as obras bidimensionais do artista (…). Nestas obras e na exposição, a História, e o impacto que tem sobre a totalidade da existência humana, ganha corpo. A História não é um tema ou o tema desta exposição. O tema da exposição é o nosso sentido de humanidade e a História é um objecto no qual a nossa humanidade se encontra gravada”.

SOBRE O ARTISTA

Hildebrando de Melo nasceu no Huambo, no Município do Bailundo, em 1978 anos. Fez os seus estudos em Portugal. É autodidacta. Fez o curso de Pintura na Associação das Lameiras V.N. de Famalicão. Participou em seminários com curadores internacionais em múltiplos países, designadamente, África do Sul, EUA e Alemanha.

No seu percurso artístico, conta com mais de duas dezenas de exposições (individuais e colectivas) apresentadas em vários países, designadamente Angola, Portugal, EUA e Alemanha.

Foi vencedor do Prémio ENSARTE/2004 na categoria “Juventude” e recebeu a Menção Honrosa do mesmo certame em 2014. É detentor do galardão do concurso “Sona Desenhos na Areia” da empresa petrolífera norueguesa Nosk Hydro.